Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2009

Sundae

Eu gosto de encontrar-te na escola, fazer cara de parvo e ir a correr para ti para um abraço daqueles que qualquer um necessita a qualquer momento.
Gosto de te apertar as bochechas e dizer assim "és tão fofinha" e depois roçar a cabeça no teu casaco. Posso contar contigo para tudo, sempre. Porque amigos como tu não se encontram por aí nem se encomendam das televendas. E tu até vens com truques incluídos *w*
Adoro-te tanto minha sundaezinha de chocolate, tu e o Chinês são entre um grupo enorme de pessoas, dos mais importantes lá no meio *.* Nem sei mais o que dizer mas quero que isto fique bué da big MUAHAHAH... quem me dera ainda ter os nossos registos de conversas para me partir a rir enquanto os leio... os comentários não chegam, são poucos... AI PAH! OLHA AMO-TE! S2Foi o comment que lhe deixei ontem á tarde... a uma das pessoas mais importantes da minha vida, a Joana Araújo. Já é o 2º post que faço sobre ela ^^ e adoro-a, é mesmo uma das melhores amigas que alguma vez tive,…

Memories

Wherever I go,... those places are full of memories...
Memories of my journey, memories of you.
These are our memories, yours and mine.
But... I think I'm not ready to let them become memories yet.
Maybe I'm confused... but it's ok... I guess everyone’s like this. We cling to our secrets, our doubts, our memories...we’re never able to put them aside. Even though they confuse us, there are some things we can only find in that confusion. I think...it’s okay to feel that way~

It's only my life... and the way I live it... people leave, people come... but they never replace eachother... And that's just the way it has to be... I won't be able to get them all again... because each of us... followed their own paths... changed their ways and started acting diferent. But people are like this... some of them I miss them more, some of them I miss less but I feel I need them all... again ~

Yet again

Hoje comprei um livro, um livro de uma autora que não lia há muito. J. K. Rowling, a autora de Harry Potter lançou recentemente um sucesso chamado "The Tales Of Beedle The Bard", um conto que está envolvido no 7º livro do Harry Potter.
Li já metade mas logo que o abri, uma temática para mim interessantissima apareceu-me.
Vou resumir a história:

Era uma vez um velho feiticeiro, amável para todos, quer feiticeiros, quer muggles*. Tal feiticeiro possuia um caldeirão no qual misturava poções para curar todo o tipo de doenças. Quando morreu, deixou o caldeirão ao filho e dentro, uma meia e um bilhete que dizia: Espero que nunca precises dela. O filho, egoísta, atirou o caldeirão e a meia e blasfemou contra o seu morto pai, horas e horas. Durou pouco até o primeiro muggle aparecer e a dizer que precisava de ajuda. Mas o filho, como egoísta que era, fechou-lhe a porta gritando "EU QUERO LÁ SABER DOS VOSSOS PROBLEMAS SEUS NOJENTOS MUGGLES!"
Mal o fez, o caldeirão ganhou um pé,…