Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2010

september ends.

Imagem
"caem as tuas lágrimas na guitarra"

o teu mundo está alterado. por vezes agias fora de ti mas isso tornou-se recorrente. não te sentes fora de ti mas já deixaste os teus contos de fadas para trás e agora... agora perdes a cabeça na insegurança da verdade/mentira a tentar recuperá-los mas é-te impossível.
era tudo tão mais fácil quando tudo estava bem, quando acreditavas em tudo e toda a gente acreditava em ti... quando os nossos sonhos eram como pirilampos no ar das noites ao relento. quando tudo era de todos e não um mundo próprio mental.
- dizem que a vida é curta... dizem que um dia vamos acordar e... tudo aquilo que sonhámos, tudo o que desejámos... desaparece, assim... do nada. as pessoas envelhecem e mudam e as situações... bem, o que eu quero é só que... este momento, deste dia - e os meus sentimentos, a tua beleza e a forma como te olho... eu só quero que dure para sempreainda te lembras quando caminhávamos contra o vento, nos nossos crepúsculos arrosados enquanto falá…

need you now.

Imagem
"bizarro, a tua personalidade confunde-me que nem xadrez"

despreocupada, caiam-lhe as lágrimas pela cara, borrando o eyeliner e misturando-se com o fumo que lhe saía da boca. parecia ainda ouvir as palavras ditas há menos de um mês, "ultimamente não paro de pensar em ti, é bom sinal?" e as que foram ditas há menos de 5 minutos "nunca mais quero ouvir falar de ti". sorvia o choro, engasgava-se, o fumo saía-lhe pelo nariz e a maquilhagem era de certo o menos importante. por vezes levava o copo com whisky à boca para se engasgar ainda mais até que, numa explosão de raiva se levantou. pegou no casaco e saiu de casa sem justificações a dar.

percorria ruas e ruas, andava pela estrada, descalça e via os carros passarem e apitarem-lhe, mandando alguns eventuais piropos ignorados. as luzes da noite e o céu limpo tornavam a pior noite da sua vida em algo estúpido: como poderiam os sentimentos dela não ter nada a ver com o ambiente à sua volta?

andou, andou, andou, …

parachute.

Imagem
"allouete, déployer le aile"
it's clear what happens
when you don't have a parachute
and you go for a free fall
all your angels will come for you
mine did when I needed them
the best guardian angels in the whole world,
my best friends

it is not a tribute to one alone,
it's a tribute to all of them,
because that's what one stands for,
because that's what all stand for,
the sake of my happiness,
my wants and needs,
to tell me what's right and wrong
and I know they are what's right

the only place I feel good with myself
the only place I can be whatever I want,
do as I will, without being judged:
their hearts.

the tribute to one's happiest birthday


"allouete, plumeré le aile"

the left eye.

Imagem
"it's in your eyes, your feelings can't be disguised 'cause the truth makes me want you to tell me lies. my biggest fear is crying oceans of tears, I would rather you not be so sincere. how cruel could you be, what would you do if you were me? I'm better off if it's a mystery"

I stepped on the mirror cracks and told you to lay your cute little face made me stop... though not for long. and now you sleep with your left eye open.
hear you talk about lies as if they were your thing and they actually are, said you dellude yourself with your own dellusion of illuding others

and I get sick of your chatter I yell at you my twisted promises "first your eye and now your heart"
and now that you only have one eye left I'm going to rip your heart
because you made me cry
as my madness went all over your dellusion.

"'cause I don't wanna know if I kissed your lips for a last time, please don't say if it's so, tell my heart it's not goodbye. and d…

seven rings.

Imagem
sempre sonhámos mas quem é que o pode negar? é essa a melhor forma de viver, entre a verdade e a mentira.


Tolkien diz-nos:três anéis para os Elfos que são incorruptíveis;sete anéis para os Anões que são frágeis;nove anéis para os Homens que têm sede de poder;um anel para a todos controlar.a mentira tem diversos usos... por muito pequena que seja muda realidades e realidades podendo alterar o mundo, mostra-nos como o dom da palavra corrompe o ser humano, mostra-nos a nossa fragilidade e como temos uma imensa sede de poder e de controlar os outros tirando proveito da fala.

a mentira é um sonho que consome o sonhador. transcende-o e entra para o mundo alterando a realidade a pouco e pouco. é um contrário e os opostos atraem-se mas neste caso não se unem, pois uma verdade nunca coexiste com a mentira.

todas as noites antes de adormecer minto-me a mim mesmo, suspiro mentiras no escuro, para que as pessoas mudem ou persuado-me a mim mesmo a pensar que consigo viver com os pecados dos outros,…

pyramid.

Imagem
tudo o que fiz foi levado pela mentira, o teu gozo levou-me ao desespero, à destruição das minhas virtudes, ao esvaziar da minha alma.
por vingança, fecho-te num sarcófago.
quero-te fechado, onde me fechaste, mas não num sítio de tão fácil saída, quero que sintas o que senti e penses poder escapar nos teus devaneios. apresento-te a pirâmide do teu desespero, o teu túmulo, da qual a única saída é a mesma que sempre usaste na vida real. mas as minhas maldições não acabarão.
dizem que sou obscuro, eu danço no escuro. 
fora da pirâmide estarão as nuvens mais negras que alguma vez verás e a areia será gelada como a do deserto à noite. não verás qualquer flor e todos os que encontrares sofreram o mesmo que tu. mas todas as caras amigáveis parecerão esconder segredos.
todo o amor é vingança.
onde eu me senti preso durante meses, na tua caixa em forma de coração... agora eu fecho-te no desespero que senti. é o maior prazer é ver-te como me vi, olhar para os teus olhos a implorar misericórdia e rir-me,…

warm wind.

Imagem
o que acontece aos corações partidos...

ventos quentes chamam-me. sinto-os e olho para o crepúsculo arrosado... mas é sempre o mesmo... para onde quer que olhe, para onde me viro... há sempre estúpidas semelhanças que me lembram de ti.

com o tempo apercebo-me que de todas as pessoas que eu preciso, nenhuma se compara a ti e tudo o que vejo, faço ou toque... me lembra de ti. as pequenas semelhanças da vida deixam-me tão confuso.
quando me deixei cativar pela fama. quando tudo era simples e transparente, tu espetaste um murro no nosso espelho e agora todo o verdadeiro amor está preso neste solitário, roto coração.
sem ti por perto, o céu cinzento é uma sombra vazia, uma nova chuva de lágrimas. o meu corpo é uma fronteira abandonada, um oceano de medos e lágrimas.

se te interessar, se queres mesmo saber, eu digo-te a verdade. se perguntares, se precisas de a saber, eu não te vou mentir. se a sentes importante, imprescindível, aqui está a minha verdade: se te amo, amar-te ainda, a verdade é que …

mistakes for you.

Imagem
"inocência e arrogância presas entre si"



sinto a falta de magoar pessoas, de um amor não só meu mas mutuo, de forma a sentir o mundo equilibrado, cinzento como outrora o senti, não tão preto... não tão branco... apenas os dois.

sinto a falta dos choros repentinos, das lágrimas a escorrerem pela cara e fumar, simplesmente ignorando-as... acabariam por secar sozinhas, como sempre

sinto a falta de ter saudades tuas, de dar motivo aos erros que faço, que fiz e farei... porque agora sou simplesmente um parvo que erra sem motivos

sinto a falta de motivos para me magoar fisicamente, hoje em dia apenas me magoo com o intuito de sentir algo, não é tristeza, não é alegria, não aleatoriedade... é simplesmente uma necessidade

sinto a falta dos teus silêncios motivados e não do teu silêncio obrigado... hoje, o teu silêncio é tão profundo que a esperança volta a encher-me

por vezes já só me apetece dizer "estou-me a foder para isto"
"diz o meu nome enquanto as cores se tornam viva…

deceiver of fools.

Imagem
"alimenta-se de medo, alimenta-se de dor e governa outra vez. com um ódio crescente ela vai guiar os seus destinos novamente. não há luz que nas trevas seja demasiado pequena para se ver. há sempre uma réstia de esperança na crença"

o regresso do que eu quero. revolta de uma mentalidade superior, orgulhosa e cheia de si. o sentimento de ter seguidores que nem a religião dos parvos, sentes-te seguida sem nada a provar. és a rainha do gelo a enganar crianças.

alimentas-te do medo que eles têm. o medo de descobrir que a tua religião é uma ilusão do mal entendimento.

envenenas as verdades para obter confianças, para guiares caminhos e os teus destinos... são mundos de decadência.

governas corações como teu objectivo máximo conquistado. faz-te sentir superior... tudo e todos. mas as desilusões são maiores que as ilusões e as verdades que forjaste na tua cabeça serão quebradas com o tempo. o espelho dos teus sonhos vai ser o arrependimento e a vergonha.

bipolaridade atroz. esforços…

neverending story.

Imagem
"I'll curse your death, promise"

o livro queimado pelas chamas da vaidade, ainda legível mas com um cheiro horrível está sobre a mesa. é o espelho dos meus sonhos, a minha derradeira ilusão.

olho-o, puxa-me e prende-me.

és tu o meu livro? és tu que me puxas e me prendes a ti, me mostras um história tão linda que me faz chorar de felicidade e de repente se torna no meu pior pesadelo, tão longo, tão decadente, tão interminável.

a história conta-me a minha perdição. o desistir de tudo. o quebrar das forças do mundo pelo sentimento.

uma floresta negra, nevoeirenta à noite. sombria. voam os pássaros do obscuro, rodeiam-me e assombram os meus pavores. o tempo estende-se mas isso é abafado pelo meu sofrimento. interminável. infinito. incrível. bicos cravados na pele... sinto-me Prometeu, sem a morte para escapar à dor. aproveitam-se da minha incapacidade de fugir desta situação como fugi de muitas outras antes.

és a minha história interminável. fazes-me sentir assim. és o meu me…

sad days.

Imagem
"just gonna stand there and watch me burn? but it's alright because I like the way it hurts
just gonna stand ther and watch me cry? but it's alright because I love the way you lie"

Sad days walking torwards the sun going down with teary eyes that give me pleasure while screaming your unknown name.
Sad days when I try to understand where I live but the answer is always the same, between the truth and the lie. But which is which?


Sad days when playing the song you love the most makes me feel even worse.

Sad days when we disconnected. Good days that become illusions.


Sad days when you're a prison that makes me write love ransom notes unsuccessfully. For love never did and never will inspire me.

Sad days when I feel low for nothing working on. When playing our songs doesn't make me happier, on the other hand, morbidly nostalgic.


Sad days with cloudy skies holding blazes only lovers see. When tears dry on their own.

Sad days.

"it's a quarter after one and I&…

kaleidoscope heart.

Imagem
O caos só é visível através de um caleidoscópio, pelo qual, tudo o que se vê é tremido.


Assim o é o teu coração, mares de confusão e chamas de vaidade, decora-lo com nomes escritos a lápis, apagados com os dedos deixando marcas borradas das pessoas. Marcas essas que te ferem e não permitem um continuar saudável. Envelheces rapidamente, tornas-te feio, aceitas-te por causa da sombra que fica quando os apagas forçosamente à mão.

Olha para ti mesmo e vês-te como aquilo que receias, a desordem, o pânico e o cáos. Lá no fundo não tens mesmo um coração mas se não a metáfora do que parece ser um. Um caleidoscópio que simplesmente assumiu essa forma, uma representação de todos os amores perdidos que pensaste rapidamente esquecer.

Prepara-se fogo para desfocares com o teu coração, prepara-se ferro para marcar para sempre o teu coração, prepara o caleidoscópio para ver um arco-íris de dor.


Teu coração caleidoscópio, riscado e borrado por memórias contribui para o cáos do mundo.

back to black.

Imagem
black lies.




R. I. P. the heart of TiagoFilipe



LET ME START!

há quem dance sobre as campas que crio. cemitérios e cemitérios cheios de pessoas que não chegaram às espectativas que lhes atribuí. enterram-se vivas e que escapem por seus próprios meios. tantas vezes me desenterrei sozinho e voltei ao de cima. tantas vezes admiti erros e acatei com consequências para ser retribuído mais tarde com felicidades fugidias. rápidas... inesquecíveis...

ao retomar do luto. ao aguentar com o peso do mundo em cima. aos maus amores. às ideologias baratas.

hoje brindo àqueles que me disseram que nunca ia chegar a lado nenhum, que nada do que fazia era de jeito, que me enganaram e me puseram de parte, me viram os podres. a todas as vezes em que disse a verdade e não acreditaram em mim. àqueles que me vi obrigado a enterrar para avançar no meu mundinho.

e mando a primeira mão de terra para tudo isso, enterro-os junto aos que para mim partiram e ao meu coração e tenciono começar algo novo.

LET IT RAIN! LET I…