Autoridade

Hoje, tivémos a esperada conversa com o senhor director da escola, pessoa que respeito acima de tudo naquela escola, não quero ser expulso [ninguém quer, portanto respeitem aquele homem ou pode vir um pior].
Falámos, assunto principal, as aulas de MACS e a palavra que mais repetiu foi "Autoridade". É é sobre isso que vou falar. É sobre a forma como pessoas podem ou não controlar-nos, seguindo uma hierarquia. E essa hierarquia? É o quê? Uma forma de diferenciar pessoas umas de outras seguindo padrões criados pelos seres humanos que todos sabemos que são imperfeitos?
[aqui foi uma pausa por assuntos pessoais, ainda mais que este]

E a tal hierarquia? Estará correcta? É verdade tudo o que foi dito naquela aula, uma aula é um sítio nobre... mas que nobreza há se não há autoridade. Aliás nobreza em si, VEM DE AUTORIDADE, vem da forma como, desde sempre, as pessoas se rebaixavam umas ás outras[diferenciação social -.-]. O que interessa aqui é mesmo o abuso de autoridade.
Pensemos no seguinte. Uma pessoa importante, capaz de tomar conta de um país, torna-o num país em ditadura. Abuso de autoridade.
Mas agora pensem em mais pequeno. Temos mesmo o direito a ser submetidos a tudo o que somos por pessoas que talvez nem conheçamos? Temos? Temos o direito de ser mandados calar? A verdade é que, realmente, temos. Temos pois fomos nós que nos submetemos ao que quer que nos está a mandar calar E ATÉ PROVA EM CONTRÁRIO, não podemos "des-submeter-nos".

Na verdade, esperava escrever mais... mas quando aquele assunto pessoal se meteu a meio, pensei que ia perder muito do que já tinha planeado para escrever. A verdade é que a autoridade pode ou não mudar o comportamento dos "subditos", sendo que, com autoridade, tais terão rédea curta e sem autoridade estes poderão ir onde quiserem. Mas o excesso de autoridade pode dar azo a erro.

Comentários

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Interlúnio

Responsabilidade

Magia Verde